QUÍMICA ORGÂNICA: O desenvolvimento da Química Orgânica até o fim do século XIX

Os primeiros passos da Química Orgânica estão vinculados ao trabalho dos alquimistas (Figura 1) por volta do século XVII. Entre outras atividades, utilizavam matérias-primas vegetais para a extração dos seus componentes, além de registrar e racionalizar dados empíricos sobre a matéria, procurando compreender as leis que regiam os fenômenos observados.

Figura 1 - Representação de um alquimista em seu trabalho
Disponível em: <https://teleskopos.files.wordpress.com/2010/11/
alchemy1.jpg>. Acesso em: 20 fev. 2016.

1777: Torbern Olof Bergman (Figura 2) estabeleceu a seguinte definição: Química Orgânica corresponde ao estudo das substâncias provenientes dos seres vivos. Foi o nascimento oficial, sendo a expressão empregada até os dias de hoje. Na época, os químicos orgânicos realizavam principamente o estudo dos extratos de plantas e de resinas naturais.

Figura 2 - Torbern Olof Bergman
Disponível em: <http://global.britannica.com/biography/
Torbern-Olof-Bergman>. Acesso em: 20 fev. 2016.

1784: Antoine-Laurent de Lavoisier verificou que a matéria derivada dos seres vivos (compostos orgânicos) era formada basicamente por carbono, oxigênio e hidrogênio. Esta conclusão só foi possível graças a seus estudos sobre a combustão da matéria e devido ao uso de equipamentos como balanças de alta precisão para a época.

Figura 3 - Antoine-Laurent de Lavoisier
Disponível em: <http://www.grupoescolar.com/pesquisa/antoine-
laurent-lavoisier-17431794.html>. Acesso em: 20 fev. 2016.

1807: Jöns Jacob Berzelius propôs a teoria do vitalismo, a qual estabelecia a força vital, presente nos seres vivos, como primordial na formação dos compostos orgânicos. Ou seja, tais compostos não seriam fabricados fora de um organismo vivo.

Figura 4 - Jöns Jacob Berzelius
Disponível em: <http://www.nndb.com/people/051/000094766/>.
Acesso em: 20 fev. 2016.

1828: Friedrich Wohler teve êxito na obtenção de um composto orgânico, a uréia, a partir de um composto inorgânico, o cianato de amônio (NH4OCN). O resultado desse experimento representou o início do questionamento da teoria do vitalismo, já que a síntese não ocorreu em um ser vivo.

Figura 5 - Friedrich Wohler
Disponível em: <http://quimicavaladares.blogspot.com.br/>.
Acesso em: 20 fev. 2016.

1858: Após vários experimentos provarem que a síntese de compostos orgânicos não dependia exclusivamente de um meio biológico, Friedrich August Kekulé definiu a Química Orgânica como a ciência que estuda as substâncias que apresentam esqueletos de carbono, definição esta usada até os dias atuais.

Figura 6 - Friedrich August Kekulé
Fonte: Disponível em: <http://www.soq.com.br/biografias/kekule/>.
Acesso em: 20 fev. 2016.

1860: Stanislau Canizarro (Figura 7) propôs o uso das fórmulas moleculares para caracterizar as substâncias, o que representou um grande avanço, pois permitiu que cada substância estudada fosse reconhecida pelos átomos de sua estrutura (identidade e quantidade).

Figura 7 - Stanislau Canizarro
Fonte: Disponível em: <http://www.chemistryexplained.com/Bo-Ce/
Cannizzaro-Stanislao.html>. Acesso em: 20 fev. 2016.

1861: Friedrich August Kekulé (Figura 6), Archibald Scott Couper e Alexander Mikhaylovich Butlerov estabeleceram (Figura 8) fórmulas estruturais capazes de evidenciar a ordem de ligação entre os átomos, permitindo, através do conhecimento da valência de cada elemento, promover a determinação da conectividade entre os átomos constituintes da molécula.
Ao se estabelecer as fórmulas estruturais foi possível diferenciar os compostos que apresentavam mesma fórmula molecular, porém estruturas diferentes, criando-se o conceito de isomeria plana.

Figura 8 - (a) Archibald Scott Couper e (b) Alexander Mikhaylovich Bluterov
Fonte(a): Disponível em: <http://www.chemteam.info/Gallery/Gallery3.html>.
Acesso em: 20 fev. 2016.
Fonte(b): Disponível em: <http://russia-ic.com/people/general/b/109>.
Acesso em: 20 fev. 2016.

1874: Jacobus Henricus Van´t Hoff e Joseph Achille Le Bell (Figura 9) propuseram, paralelamente, como é o arranjo espacial dos átomos em torno do carbono, permitindo reconhecer a tridimensionalidade das moléculas orgânicas e estabelecendo os fundamentos da isomeria óptica.

Figura 9 - (a) Jacobus Henricus Van´t Hoff e (b) Joseph Achille Le Bell
Fonte(a): Disponível em: <http://www.chemistryviews.org/details/ezine/
1024375/Commemorating_Jacobus_Henricus_vant_Hoff.html.>
Acesso em: 20 fev. 2016.
Fonte(b): Disponível em: &$60;http://www.chemistryexplained.com/Kr-Ma/
Le-Bel-Joseph-Achille.html>. Acesso em: 20 fev. 2016.

Adaptado de: GARCIA, C. F.; LUCAS, E. M. F.; BINATTI, I. Química Orgânica - Estrutura e Propriedades. Porto Alegre: Editora Bookman, 2015.